sexta-feira, dezembro 28, 2007

Benazir Bhutto


Ou os difíceis caminhos da cidadania...

O cidadaniaPT presta a sua homenagem à coragem cívica desta "Antígona", desta mulher que acaba de pagar com a vida a fidelidade aos seus Valores, à sua Família, ao seu Povo. Embora desejando que o clima civil reencontre rapidamente a Paz - uma verdadeira Paz, com Justiça, com a identificação e punição dos seus assassinos, não deixamos de nos curvar perante a indignação dos seus apoiantes. Há poucas semanas, a televisão trazia-nos do Paquistão a revolta de juristas e juízes perante a manipulação do Tribunal Constitucional por Musharraf. Hoje traz-nos a revolta nas ruas pelo assassínio do lider de milhões de paquistaneses. Como haveremos nós de condenar a revolta de quem vê barrados os caminhos para a participação democrática, para a construção duma sociedade baseada na Justiça?

Quantos de nós, no ocidente, não nos deixámos ficar passivos perante os sucessivos atropelos à Democracia e ao Estado de Direito nos nossos próprios países? Quantos não nos (al)-quedámos imóveis, embora indignados, perante o assassinato dos nossos governantes? Quantos de nós não continuámos a apelar à coragem cívica dos nossos lideres, depois de deixarmos assassinar alguns dos nossos melhores como Francisco Sá Carneiro, Olaf Palm, Itzak Rabin, Aldo Moro ou John F. Kennedy?

2 comentários:

commonsense disse...

Como dizia Cícero, se os cidadãos não defenderem a república, ela não se defende sozinha.

Assim como em Portugal se encobriu descaradamente o assassinato de Sá Carneiro, também agora tudo vei ser branqueado, de uma maneira ou de outra.

De qualquer modo, vale sempre a pena clamar, mesmo que seja no deserto, e pregar, mesmo que seja aos peixes.

Feliz Ano Novo

Perplexo disse...

Democracia?

Sucede-lhe no trono o filho mais velho...